segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Crônica - 10 GRANDES PROBLEMAS QUE O APÓSTOLO PAULO TERIA SE RESOLVESSE RESSUSSITAR NOS DIAS DE HOJE.



 Paz e graça!

Estamos chegando mais um final de ano e resolvi publicar uma crônica que pudesse refletir como o evangelho está em descrédito por aqueles que dizem crer nele.

De uma forma cômica retrato a situação da igreja moderna brasileira.

Bem, se o apóstolo Paulo resolvesse ressuscitar, com ele seria recebido e quais os problemas que enfrentaria se isso acontecesse?  

Então vamos lá!

O primeiro grande problema seria com a Igreja Católica Apostólica Romana, pois logo sairia uma bula papal para que este herege fosse morto, pois Paulo seria mais útil como um santo morto do que deixar ele continuar pregando suas doutrinas.

O segundo e grande problema seria se ele resolvesse ir a uma igreja “Evangélica”, pois os outros nove problemas seriam ali, veja bem, ele seria assediado a se congregar em algum lugar, então teríamos uma grande dificuldade, pois a disputa seria muito acirrada, talvez só comparada a disputa dos times europeus por Neymar.

O terceiro problema seria logo que ele decidisse congregar em algum lugar, logo ele seria indagado: Você é arminiano ou calvinista? Ele não teria descanso enquanto não respondesse esta pergunta e talvez chocasse muita gente com sua resposta.

O quarto problema seria logo após sua posição quanto a sua salvação, pois assim que os clérigos de sua denominação soubessem que ele estava a disposição para trabalhar ficariam logo de olho nele, pois ele talvez tentasse tomar a posição de alguém da igreja. Talvez o pastor não desse oportunidade pois Paulo com sua teologia pudesse tomar seu rebanho.

O quinto problema seria com sua convenção, pois ao saber que Paulo está na Igreja o presidente logo tentaria que ele não fosse notado pelos demais membros da mesa diretora, pois se isso acontecesse talvez os membros tentassem fazer de Paulo o presidente.

O sexto grande problema Paulino com sua ressurreição seria quando ele resolvesse pregar, meu amigo, pode ter certeza ele só pregaria uma única vez em cada canto, primeiro porque sua pregação seria bíblica, em alguns lugares nem a bíblia abrem nos cultos. Em segundo lugar o que o povo iria ouvir soaria estranho para o evangelho moderno e em terceiro e último lugar não deixariam Paulo terminar a mensagem, pois chegando 09:00 nem Paulo seguraria alguém no culto.

O sétimo problema Paulino seria o assédio dos fãs a procura de um autógrafo ou uma foto, certamente os dirigentes da igreja contratariam seguranças armados para dar segurança ao Apóstolo.

Oitavo e grande problema seria em consagrar Paulo, como efetivamente ninguém nunca leu que Paulo foi consagrado por alguém (Só que nunca leu a bíblia pode dizer isso, mas dizem). Logo tentaria consagrá-lo a reverendo, apóstolo, querubim ou arcanjo.

Nono e difícil problema seria com a estadia de Paulo. Todos queriam o prazer (para não dizer a visibilidade) de ter o Apóstolo Paulo em sua casa. 

Décimo problema, e se Paulo resolvesse morrer? Isso é um problema? E como não, aqui nós teríamos mais uns quinze problemas entre logística, funeral, túnica, cerimonial, caixão, lugar de sepultamento, e quem pagaria a conta, sem falar qual revista evangélica iria cobrir a notícia.

Bem a meu ver Paulo teria uns quinhentos problemas se ele resolvesse ressuscitar, mas acredito que ele ficaria muito decepcionado, primeiro com os apóstolos atuais, bem eles são um pouco diferentes dos de sua época e logo Paulo ficaria com uma crise de identidade.

Mas chega de problemas Paulinos, tenho certeza que ele está melhor onde está, e nós, bem nós precisamos simplesmente pedir a Deus misericórdia.

Paz e graça!

Nenhum comentário: