sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

LIVRETOS PARA BAIXAR GRATIS

UM PRESENTE PARA VOCÊ!

Paz do Senhor a todos os nossos visitantes, quero dar um presente a todos os que usam deste canal para crescimento espiritual. Queria pedir que todos os que pudessem, me ajudassem se inscrevendo no blog e no meu canal no Youtube. Mas todos poderão baixar os livretos independentemente de se inscreverem ou não. O que quero é abençoar sua vida como O Senhor abençoa a minha a cada dia.




Vá na nossa página de downloads e baixe os seus livretos! ou

CLICK AQUI 


A MORTE DO CRISTIANISMO


“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. “ Gl 1.8

Paz do Senhor a todos os visitantes do nosso espaço de crescimento cristão. Hoje farei uso deste espaço para uma crítica ao cristianismo. Então, não me tenha por desiludido, é apenas uma reflexão sobre os dias atuais da igreja, ok?

É com profundo pesar que faço este anuncio este fato!


Alguém pode estar a se perguntar, como assim “A MORTE DO CRISTIANISMO?”

Quando lemos Atos, e nos detemos no início da igreja cristã, que muitos chamam de Igreja Primitiva e eu denomino de matriz original da Igreja de Cristo, vemos seus fundamentos e pilares que deveriam ser os norteadores de todo o edifício que é a cristandade. Lógico, estou me propondo neste pequeno artigo fazer uma critica, sim uma crítica direcionada ao falso evangelho e a igreja hodierna que em muito, não todas, difere das práticas dos primórdios da Igreja do Senhor.

Muitos são as práticas e “teologias” que temos observado e pegamos como base para a critica. Uma cristandade preocupada no ter, no passageiro, no efêmero. Denominações inteiras que labutam pelo vil metal, e que carregam em seus rol de membros clientes em vez de servos de Cristo. Congregações onde o prazer está acima do servir e a individualidade está sufocando o coletivismo cristãos, a unidade é desestruturada pela prepotência dos novos clérigos que usurpam da fé e da inocência.

Um cristianismo desprovido de calvário, de cruz e do martírio. Uma cristandade que guerreia as batalhas das ideologias e esqueceram-se do combate contra o reino das trevas.

SEI QUE HÁ MUITAS EXCEÇÕES, E GRAÇAS A DEUS POR ISSO! Como diz o autor sagrado ainda tem sete mil que não dobraram o joelho diante de Baal I Rs 19.18. Haverá sempre uma luz em meio as trevas, mas não podemos deixar de anunciar que muitos deixaram o primeiros amor, como a igreja de Éfeso Ap 2.4

Eia, erguemos o estandarte da fé, batalhemos pela verdadeira fé que um dia foi entregue aos santos JD 3, clamemos Ao Senhor para que o bom cheiro de Cristo exalado pela noiva do cordeiro não seja encoberto pela podridão do deus desta era, cujo o nome é Satanás.

Deixo a exortação Do Senhor “... Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” Lc 18.8b

Paz e graça!


Reflexão do Dia

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

A ALEGORIA DO GRANDE TREM


“E dizia: A que é semelhante o reino de Deus, e a que o compararei? Lc 13.18

É notório que O Senhor Jesus sempre se utilizou de símbolos, figuras e alegorias para internalizar conceitos espirituais aos seus ouvintes com o objetivo de deixar claro o conceito. Falando do uso de alegorias para ilustrar ensinos de do Reino de Deus, como esquecer o best seller cristão “O Peregrino” de John Bunyan ou mesmo as famosas “Crônicas de Narnia” de C. S Lewis. Fato é que as alegorias ajudam a ilustrar e tornar o ensino das verdades da fé mais claras, dai trago mais uma que acredito, expressa muitos ensinos da fé do calvário.

Ao meditar em nossa jornada em direção a Canaã celestial, fiquei a imaginar a que seria comparada essa caminhada. daí me veio à memória uma viagem de trem com suas paradas e seu destino final, assim apresento minhas vagueações acerca do que me veio ao coração quando me proponho a imaginar ...

UM GRANDE TREM

Imagine, tente visualizar nas recamaras de sua mente, como seria comparada nossa viagem a desejada Canaã Celestial e escute de forma estrondosa o bradar de uma poderosa buzina de trem que anuncia a chegada da hora da partida.

Estando em nossa estação de espera e sabendo que a hora se aproxima organizamos nossa bagagem e verificamos nossos documentos e conferimos se o bilhete de passagem está como o esperado, ou seja, anunciando a hora e o destino final. O rebombar das rodas de ferro nos trilhos anunciam que se aproxima o expresso que juntamente com outros passageiros nos levará ao destino proposto.

O som pujante e crescente revela que a cada segundo a partida se torna uma realidade. Enquanto isso na estação, podemos perceber vários tipos de pessoas, desde passageiros, familiares, vendedores, trabalhadores e muitos curiosos. Todos teem um propósito para estarem alí, mas nem todos realmente estão interessados quanto ao destino do trem, somente aqueles que estão desejosos pelo destino do trem aguardam com ansiedade sua chegada, para os demais, este trem é mais um meio de conduzir as pessoas a algum lugar.

Ao rebombar da buzina, o maquinista avisa que o trem está chegando, que os passageiros se preparem para entrar com seus pertencesses. Sua parada é gloriosa, uma maquina forte, determinada, majestosa revela que há, de forma definitiva um propósito a cumprir. Muitos param para vislumbrar aquele majestoso momento, outros não fazem caso, curiosos e mecânicos fazem análises, mas só os passageiros com seus bilhetes pagos podem entrar.

Alguém grita: Hora do embarque! E várias cenas começam a desenrolar. Mães chorando por seus filhos que irão partir e deixa-as, esposas com seus filhos acenando aos seus amados que adentram o veiculo, crianças com seus pais adentram a máquina cheia de alegria pela oportunidade de viajar, mulheres temerosas por uma viajem segura e muitos entram apenas porque aquele trem poderá lhes levar a próxima estação.

Ao entrar no trem, cada um dos passageiros procuram por sua poltrona e tenta se acomodar, depositando suas bagagens nos respectivos lugares e se aconchegando em suas poltronas de forma mais confortável possível para que se inicie a jornada. Ao olhar para aqueles que ao redor estão a viajar, vemos que há propósitos diversos em estar naquele grande trem, todos ali souberam da viajem, todos se interessaram pela viagem, todos compraram o bilhete mais cada um tem um propósito. Alguns querem realmente chegar em seu destino final, outros nem tanto.

Um som estremecedor é ouvido, a força da locomotiva agita aos passageiros ao explodir força para fazer girar as poderosas rodas de ferro sobre os trilhos, se inicia a viagem. A locomotiva arrasta com força herculesca toda a carga de pessoas, sonhos, projetos, saudades e lembranças para um novo horizonte. Pelas janelas os rostos vão ficando para traz em uma velocidade cada vez maior. Aquilo que outrora era presente vai ficando na saudade, se transformando em vagas lembranças de um passado que não se apresenta realidades no futuro, apenas sombras daquilo que um dia foi, famílias, vendas, histórias, projetos, vidas e ou mortes. Quando a maquina ganha velocidade mais uma estação vai ficando para traz e os corações iniciam um trabalhar para controlar a ansiedade de chegar, porém todos sabem que o trem tem seu próprio tempo de viagem e nada pode fazê-lo apresar-se.

Conversas, cansaço, debates, romances, choro, alegria, saudade e esperança, muitos são os sentimentos e um objetivo chegar. Das janelas vemos como mudam as paisagens, como há em um mundo tantos cenários e histórias. Uma vila de garimpo com suas chaminés a borbulhar fumaça, comunidades agrícolas que nos fazem lembrar quem realmente nos alimenta, pastos, vales colinas e muitas, muitas pessoas que mudam e fazem parte das paisagens com seus enredos. Muitos que ainda não estão no trem, mas que em breve terão que decidir se querem fazer uma viagem ou não.

Em cada estação vemos a mesma cena, alguns sobem outros descem e as paisagens mudam e cada momento somos lembrados que precisamos continuar nossa viagem, pois o trem tem destino determinado. Alguns desistem da viajem pois em uma determinada estação algo fez desistir da viagem, talvez pela demora ao chegar, pelos simples fato de querer experimentar algo novo nesta estação e que vale apenas desistir do trem e de seu destino. Quem fica no trem parece aos poucos ficar realmente entediado, pois fica aparente que a viagem se prolonga e dentro do trem nada muda, mas é bom lembrar que o trem é apenas o veiculo, pois o que nos interessa é a chegada.  Verdade é que somente que desejam o destino final é que continuam a viajem. Muitos desistem, pois as paradas antes satisfazem sua alma, mas outros sabem que apenas o fim lhes interessa. A cada som de buzina renovamos nossa esperança em chegar, a cada balançar, subida, descida, movimento nossos corações anelam pela chegada.

Sabe, posso lhes garantir que essa pequena alegoria está cheia de muitos ensinos acerca do Reino de Deus e de nossa jornada nesta vida. Cada um de nós está na estação chamada vida, cada um com seus projetos, propósitos, desejos e vidas, porém somos lembrados que há uma viagem a ser feita e que a qualquer hora chegará a nossa hora e para onde nosso bilhete nos levará? Há várias linhas com destinos diferentes, todas propõe um fim, mas somente o trem da vida eterna tem um destino que vale a pena, não que a viagem não seja cansativa, ela realmente é, porém em todo o percurso vemos como O Senhor é aquele que cria, mantem e conclui os projetos. Não abandone o trem, ainda que nas estações da vida lhes apresentem muitos prazeres e delícias, entenda todos nós precisamos chegar ao destino proposto.

Na paz que excede todo o entendimento.

Ajude nosso ministério comprando nosso material. Click Aqui.



quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

POSICIONAMENTO ESPIRITUAL

Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não imagines no teu íntimo que, por estares na casa do rei, escaparás só tu entre todos os judeus. Porque, se de todo te calares neste tempo, socorro e livramento de outra parte sairá para os judeus, mas tu e a casa de teu pai perecereis; e quem sabe se para tal tempo como este chegaste a este reino? Et 4.13,14

Paz do Senhor a todos os visitantes, hoje trago uma mensagem de exortação a nossa Igreja.

Certamente que as histórias da Bíblia não foram escritas apenas para serem repetidas e decoradas, elas servem como disse Paulo, para produzir esperança “Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança. Rm 15.4

Através do estudo e da meditação das histórias bíblicas podemos verificar como os heróis antigos conseguiram atravessar várias situações problemáticas em suas vidas e comunidade. Uma dessas histórias que podem produzir muitos ensinos e estratégias é a da Rainha Ester, uma judia órfã que foi criada por seu tio Mardoqueu na cidadela de Susã, durante o período do cativeiro babilônico, que neste momento estava sob o domínio dos Persas. Uma linda história e que CERTAMENTE  O Senhor mudará a sua história também.

Um dos momentos críticos desta história acontece exatamente quando Hamã um agagita, é inflamado por um ódio mortal contra os Judeus de todo o império da Pérsia. Neste interim, Ester já estava como rainha do império e soube do projeto maligno de Hamã contra seu povo, pois seu tio Mordoqueu acabara de lhe informar, e o mesmo estava à porta do Rei. Ester reluta em ir ao rei devido um decreto que determinava como os súditos poderiam comparecer a presença real, ordenando que somente com a anuência real isso pudesse acontecer. Assim, Mardoqueu relembra a rainha que ela poderá ser alcançada também, pois sua posição real não a livraria deste destino, e a adverte que talvez por este motivo ela tivesse sido colocada neste posto. Neste momento Ester decide tomar uma posição e ir interceder junto ao rei por seu povo.

POSICIONAMENTO. É sobre isso que quero comentar um pouco, um POSICIONAMENTO ESPÍRITUAL, pois acredito que a espiritualidade determina as ações na esfera humana/física.

Vivemos hoje em um momento crítico em nossa nação em todas as áreas, quer seja social, financeira, familiar, moral, política e principalmente espiritual, isso mesmo, a espiritualidade da igreja brasileira está em crise. Todavia como a rainha Ester, a igreja brasileira está se escondendo em sua posição cômoda e não se posiciona contra as injustiças e guerras que passam nossa nação, quer seja a nação brasileira ou a nação espiritual.

A crise é um momento que nos une e determinam novas posições. Quero conclamar a todos para que possamos nos POSICIONAR ESPIRITUALMENTE pelo bem de nossas famílias e de nossa fé.

Falta-nos posicionamento, precisamos agir como luz e sal desta terra.

Paz e Graça.




terça-feira, 23 de janeiro de 2018

LIÇÕES DO ÉDEN

“E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente. E plantou o Senhor Deus um jardim no Éden, do lado oriental; e pôs ali o homem que tinha formado. E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.” Gn 2.7-9

O Senhor Deus dos céus e da terra não faz nada sem propósito. Isso mesmo tudo o que O Senhor fez tem um objetivo, um porquê, e sobre isso que quero falar um pouco nesta postagem. A história da criação, mas precisamente o Éden, essa história apenas mostra como Deus fez tudo ou tem algo mais para nós?

Ficou curioso? Espero que sim, pois quero comentar um pouco sobre AS LIÇÕES DO ÉDEN!

O Senhor Jesus sempre utilizou as histórias e personagens do Antigo Testamento para ilustrar e exemplificar ensinos no Novo Testamento, embasando assim nossa vida e fé, dentre estas muitas citações feitas pelo Senhor, temos quando os discípulos lhe indagaram sobre o divórcio e o novo casamento em Mt 19.8, O Mestre disse “no PRINCÍPIO não foi assim....”, ou seja, O Senhor se utilizou do Éden para trazer o ensino e pode ter certeza, há muitos outros ensinos, mas vamos expor aqui alguns e deixo o link para que você liste as suas lições também, então vamos lá.

PRIMEIRA LIÇÃO. O Éden tem um idealizador, criador e mantenedor, parece lógico, mas é uma lição por mais importante, pois nos dá a certeza que não somos feitos do acaso, temos um dirigente universal que está no controle de todas as coisas. No Éden vemos que O Senhor cria, mantem e gerencia todas as coisas.

SEGUNDA LIÇÃO. O Senhor cria tudo em ordem e estrutura. Alguém pode perguntar, como assim? Deixe me explicar, quando O Senhor foi dar inicio a obra de criação, O eterno seguiu uma ordem bem simples nos sete dias da criação, em cada dia ele criava algo que dava suporte a criação do dia seguinte e no final da criação o homem, pois não teria dado para por o homem que depende de oxigênio, água e um ambiente cosmológico para viver no universo. O que isso me ensina? Que O Senhor trabalha em ordem e estrutura, veja o que diz em I Co 14.40 “Mas faça tudo com decência e ordem.” Um exemplo bem simples, O Senhor primeiros vai mudar você para depois mudar o que está ao redor de você. Entendeu?

TERCEIRA LIÇÃO. Nada que O Senhor faz é ruim. Parece lógico novamente não? Mas é isso mesmo, tudo o que Deus fez e faz é bom, O Senhor não cria porcaria, nem lixo como muitos se sentem. O texto de Gênesis diz que quando O Senhor termina um processo, O Senhor avaliava e o autor do Livro diz “E viu Deus que isso era bom...”, oito vezes essa expressão acontece.

QUARTA LIÇÃO. O Senhor fez o homem a sua imagem e semelhança e lhe deu trabalho, objetivo e companhia, ou seja, o projeto do Senhor para o homem é completo. Isso mostra para que O Senhor quando tem um projeto para alguém, e Ele tem um para cada pessoa, é completo, O Senhor pensa em todos os detalhes.

QUINTA LIÇÃO. No Éden não havia necessidades. Isso mesmo, elas vieram depois da queda. O homem foi feito para trabalhar, produzir, dominar, construir, cuidar, viver e não morrer, porém a queda trouxe as necessidades e a principal dela é a de um SALVADOR.

SEXTA LIÇÃO. Satanás sempre trabalhar para trazer dores a criação de Deus. Isso acho que não preciso expor.

SÉTIMA LIÇÃO. O homem caiu, mas louvado seja Deus, O Senhor estava no Éden e já tinha um plano para o homem.

Bem, há várias lições, mas a mais importante a meu ver é que não importa o projeto e o local, o bom é que O SENHOR ESTÁ EM TODAS AS LIÕES.

Paz.



terça-feira, 9 de janeiro de 2018

MUNDO VELHO, MENTE NOVA!

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” Rm 12.1,2

Paz do Senhor a todos! Vamos para mais uma postagem? Eu tenho uma pergunta, como anda a sua MENTE?

Responda para você mesmo depois de ler este post.

Certamente Paulo é um dos grandes expoentes da igreja no primeiro século, fariseu, erudito, bom debatedor, conhecedor profundo das Escrituras do Antigo Testamento e um cristão convicto, não apenas intelectualmente, mas empiricamente.

Paulo em suas cartas ensinou as muitas congregações cristãs espalhadas no mundo então conhecido, a vivência prática do que é ser um cristão. Dentre estes muitos ensinos, temos essa pérola do capitulo 12 da carta aos romanos, trecho bíblico muito utilizado por sinal, que o cristão é um sacrifício vivo, ou seja, como sacrifício denota entrega total e o adjetivamento explicita uma vivacidade e continuidade, coisa que difere dos sacrifícios do Antigo Testamento em que o sacrifício literalmente era morto.

Todavia, o que quero hoje comentar é sobre a expressão paulina que diz o seguinte “...E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento...”, Paulo faz uma contraposição entre o que ele chama de MUNDO e ENTENDIMENTO.

Primeiramente se tratando do primeiro tema MUNDO, Paulo deixa claro que essa inconformação com esse MUNDO é um incentivo ao não deixar ser moldado pelas ideologias e vãs filosofias que formatam a sociedade dos dias atuais, as quais são instrumentos de manipulação politica e ideológica que conduzem ao entendimento errôneo dos valores cristãos e um distanciamento Do Senhor Deus, O Autor desses valores. MUNDO, aqui não é o cosmos, as plantas e o meio ambiente, que aliás, O Senhor ordena que cuidemos, mas sim todo um sistema que segundo as Escrituras “Jaz no maligno...”. É um MUNDO VELHO com antigas práticas e muitas influências, um MUNDO cheio de si, onde não há lugar para pensar no outro. Um MUNDO onde a filantropia é degrau político, ser bom é sinal de fraqueza, onde uma fé firme é fundamentalismo religioso. Paulo estava certo não podemos nos conformar com isso.

Porém como vencer este MUNDO?

Bem, não fugindo dele, O Senhor Jesus na oração sacerdotal do capitulo 17 de João pede Ao Senhor Deus que “... não os tire do mundo, mas os livre do mal...”, ou seja, vencer este mundo não é fugir dele, ou fingir que não existe. Então como fazer? Como mudar esse MUNDO?

Essa resposta é simples e ao mesmo tempo muito complicada, pois para mudar o MUNDO VELHO eu começo mudando MEU ENTENDIMENTO, ou em outras traduções bíblias, MINHA MENTE, Paulo dá outros nomes para ENTENDIMENTO e MENTE, Ele também chama de HOMEM INTERIOR, ou seja, quem eu realmente sou e penso. Paulo ensina que ao transformar o ENTENDIMENTO do HOMEM INTERIOR desfrutaremos as berneses de uma nova colheita de ações, pois o poder de Deus será derramado sobre este. E este NOVO ENTENDIMENTO fará influências neste MUNDO VELHO. Se queremos viver uma nova história em um MUNDO VELHO precisamos adquirir, como Paulo disse, UM NOVO ENTENDIMENTO.

Para um MUNDO VELHO somente um NOVO ENTENDIMENTO!

Paz e Graça!




sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

O PLANO JÁ FOI FEITO, É SÓ SEGUIR AS ORDENS!

Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo; Fl 1.6

Paz do Senhor!

O ano começou a todo o vapor, e acredito que você já idealizou muitos planos e projetos, não é verdade?

Assim para te dá uma orientação trago a segunda postagem deste ano e espero que ela lhe abençoe em Nome de Jesus!

Quem tem um plano bem definido apesar da necessidade de flexibilidade, tem melhores condições de chegar em algum lugar.

Muitos vivem como se não estivessem vivendo e as vezes morrem sem nunca ter vivido. Outros ainda constroem filosofias destrutivas sem fundamento ideológico construtivo e vivem improdutivamente sem desfrutar dos benefícios que a vida pode dar, e por fim acabam desistindo até mesmo de viver.

Acredito que tudo depende do plano de vida de cada um, pois quando sabemos onde queremos chegar, construímos um plano que dirigirá nossas ações e assim cada etapa de nossas vidas fará sentido, mesmo aquelas que parecem não terem dado certo, pois se continuo andando em direção ao meu alvo é porquê nada está perdido.

Dentro deste entendimento, preciso dizer que O Senhor Deus tem um plano já feito para as nossas vidas, e por ter certeza, O Senhor levou em conta seus sonhos, projetos, desafios, guerras, frustrações, decepções, deslises e seu levantar para continuar caminhando. Nunca nossas ações pegará O Senhor de surpresa, Ele nos ama incondicionalmente e nisso pomos nossa fé e continuamos andando.

Assim, não desista, continue trabalhando, crendo, vivendo, aprendendo, pois há uma longa caminhada pela frente e Deus sabe que você é capaz, Ele lhe conhece e sabe de suas habilidades e está pronto para quando você chorar lhe colocar de pé.

Sua história tem um fim, E O Nosso Senhor já preparou tudo, CONFIE!

Na Paz do Mestre Amado Jesus!





segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

TODA JORNADA TEM UM DESTINO

“Ora, o SENHOR disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. Gn 12.1

Paz do Senhor e Feliz Ano Novo! Que O Senhor lhes abençoe poderosamente em Cristo Jesus!

Vamos iniciar nossas postagens neste novo ano falando de DESTINO, calma! Não vou falar sobre previsões do futuro ou determinismo de vida, quero falar de objetivo, de direcionamento. Então vamos lá.

Em nossa vida estamos em uma grande jornada, e lógico precisamos de uma chegada e melhor ainda se essa chegada for em um lugar maravilhoso. Mas quero lhe dizer algo antes de um continuar a postagem.

Não se engane a vida precisa chegar a algum lugar.

Isso mesmo! Precisamos de uma chegada.

O maior desespero de uma vida é quando ela não sabe onde ela deve chegar, e isso causa frustrações, desesperos e muitas vezes levam a atos insanos. Uma vida sem direcionamento remonta uma vida sem destino, sem um ponto de chegada.

Todos nós que vivemos neste mundo estamos em uma jornada, isso é certo, mas aonde essa jornada termina? Toda jornada, por mais longa e difícil que seja deve ter um destino. Toda escalada tem um cume, toda linha de trem tem uma estação, toda corrida tem uma linha de chegada. Aonde termina sua jornada?

Se você não sabe responder, veja como Abrão concluiu a sua própria jornada, confiando Naquele que o prometeu e guiou em todo o percurso, Naquele que deu um direcionamento para todas as situações de sua jornada e principalmente lhe deu um destino e isso é o que todos nós devemos ter. Quando temos um destino é porquê a jornada está direcionada. Deixe O Senhor lhe dar um destino e Ele mesmo lhe guiará no percurso.

Aquele que guia teu destino eterno tem todos os direcionamentos para a tua jornada.

Paz em Cristo.




quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

UM NOVO CICLO SE INICIA!

“Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tú vais, não há nem projeto, nem conhecimento, nem sabedoria alguma.” Ec 9.10

Paz do Senhor a todos os nossos assíduos leitores, obrigado por mais um ano juntos aqui neste canal de crescimento e reflexão espiritual. Espero que O Senhor tenha lhe abençoando e você esteja chegando no final deste ano cheio de grandes realizações. Para concluir este ano, trago uma postagem sobre os ciclos da vida e espero que este tema possa ajudar você a planejar bem o próximo ano, ok? Que Deus te abençoe poderosamente em Cristo. 

Tudo na vida é feito de ciclos, há vários ciclos existenciais durante nossa jornada nesta existência. A infância, adolescência, a fase adulta a velhice estão dentre os tantos ciclos que estamos sujeitos. Há ciclos que não podem ser alterados e há ciclos que não só mudamos como planejamos.

Cada novo ciclo é uma nova possibilidade e talvez grandes oportunidades. O ano que se finda, leva juntamente com ele muitas possibilidades e oportunidades, fato este que neste período já estamos a lamentar. Foram 365 dias em que reais possibilidades apareceram, algumas se transformaram em grandes oportunidades, outras em grandes frustrações e outras ainda em rais derrotas, assim nosso currículo de vida conclui o ano com pódios e aprendizados.

Porém um novo ciclo se inicia, mais 365 dias e muitas possibilidades, ou seja, situações que PODEM promover algo, quer seja bom quer seja ruim, mas serão apenas POSSIBILIDADES, nada além disso. Essas POSSIBILIDADES fazem parte do ciclo da vida de cada um, mas cuidado, elas podem se transformarem em lindas e preciosas OPORTUNIDADES ou em desastres, e isso vai depender de seu projeto pessoal de vida.

Salomão no Livro de Eclesiastes no capitulo 9 e versículo 10 nos dá um grande conselho para quem está iniciando um novo ciclo, “Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças...” ou seja, não desperdice as POSSIBILIDADES e com todas as tuas forças trabalhe nelas para que as mesmas sejam transformadas em grandes OPORTUNIDADES na sua vida. A POSSIBILIDADE de um namoro pode se transformar em uma linda OPORTUNIDADE para se ter uma família, a POSSIBILIDADE de uma entrevista de emprego pode se transformar em uma grande OPORTUNIDADE de uma carreira, a POSSIBILIDADE de reencontrar seu velho pai, pode ser a última OPORTUNIDADE de lhe pedir perdão ou dizer que o ama.

Estamos prestes a iniciar um novo ciclo e com eles muitas POSSIBILIDADES. Mas como transformar POSSIBILIDADES em grandes OPORTUNIDADES? Através de um plano de vida com um objetivo bem definido.

Todo grande projeto tem um objetivo, assim, quando seu objetivo é centrado em você e em seus interesses pessoais demonstra que sua vida é centrada em você, e isso geralmente causa frustrações e as POSSIBILIDADES são transformadas em futuros fracassos. Todavia, quando nosso objetivo maior é “FAZER TUDO PARA A GLÓRIA DE DEUS”, temos alguém que nos conduzirá em triunfo.

Um novo ciclo, novas POSSIBILIDADES, talvez grandes OPORTUNIDADES, mas sempre o mesmo objetivo A GLÓRIA DE DEUS, e se assim for teremos no final deste ciclo mais alegrias do que arrependimentos.


Na paz do amado de nossas almas, Jesus!