segunda-feira, 18 de setembro de 2017

COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS - UM ESTUDO PARA JOVENS (5º PARTE)

“Falou Nabucodonosor, dizendo: Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, que enviou o seu anjo, e livrou os seus servos, que confiaram nele, pois violaram a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, senão o seu Deus. Por mim, pois, é feito um decreto, pelo qual todo o povo, e nação e língua que disser blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, seja despedaçado, e as suas casas sejam feitas um monturo; porquanto não há outro Deus que possa livrar como este.” Dn 3.28-29

Paz do Senhor, então, estão gostando deste estudo? Está sendo edificante? Mas está na hora de concluirmos e hoje é a ultima postagem desta série sobre "COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS". 

Que Deus te abençoe grandemente com este post.

5 – Adorando a Deus pelas nossas obras.

Irmãos o bom testemunho ganha almas, ele é o melhor sermão é nossa vida.

O Senhor Jesus ensinou isso também quando disse “Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” Mt 5.14-16

Não temos o que explicar aqui, na vida, somos a vitrine de Deus, nossas vidas são a maior prova do poder transformador de Deus. Quando assumimos nossa fé, e vivemos seus preceitos em qualquer circunstância damos ao mundo o maior motivo para crer.

6 – A Recompensa do Alto.

“Respondeu, dizendo: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, sem sofrer nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante ao Filho de Deus. E reuniram-se os príncipes, os capitàes, os governadores e os conselheiros do rei e, contemplando estes homens, viram que o fogo não tinha tido poder algum sobre os seus corpos; nem um só cabelo da sua cabeça se tinha queimado, nem as suas capas se mudaram, nem cheiro de fogo tinha passado sobre eles.” Dn 3.25,27

É nas horas mais difíceis que vemos Deus operar. Não esqueça! Aquele que te chamou para a vida eterna é também aquele que está contigo todos os momentos da vida na terra. “e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mt 28.20

Há um descanso para ti cristão, mas não é aqui! Deus nos prometeu que estaria  conosco até a consumação do século, Ele também afirmou que se fossemos fiéis até o fim receberíamos a coroa da vida. Deus continua honrando aqueles que o honram.

7 – A Vitória

“Falou Nabucodonosor, dizendo: Bendito seja o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, que enviou o seu anjo, e livrou os seus servos, que confiaram nele, pois violaram a palavra do rei, preferindo entregar os seus corpos, para que não servissem nem adorassem algum outro deus, senão o seu Deus. Por mim, pois, é feito um decreto, pelo qual todo o povo, e nação e língua que disser blasfêmia contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abednego, seja despedaçado, e as suas casas sejam feitas um monturo; porquanto não há outro Deus que possa livrar como este. Então o rei fez prosperar a Sadraque, Mesaque e Abednego, na província de Babilônia.” Dn 3-28-30

Tudo o que fazemos é para a glória de Deus, nosso sofrimento, nossa angústia, em tudo Deus é glorificado. “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” I Co 10.31

A nossa missão é adorar a Deus em todas as áreas de nossas vidas.

Conclusão:

O mundo usado pelo inimigo tenta de todas as formas nos afastar de Deus e tenta a todo custo que nossas ações sejam más de tal forma que venham entristecer o nosso Senhor. Muitos são motivo de escândalo para a Igreja do Senhor, outros deixam-se lavar pelos apelos do mundo. Mas  e você? Deus está procurando pelos profetas da última geração, profetas estes que não são influenciados pelo mundo, que não temem a morte muito menos o diabo, profetas que adoram em espírito e em verdade.

Você é um deles? Deus pode contar com você?


Os significados dos nomes dos três jovens em hebraico eram:

Hamazias / Sadraque = O senhor é gracioso
Deus está sendo gracioso com você hoje, para que você possa mudar e fazer a diferença.

Misael / Mesaque = O semelhante a Deus
O desejo de Deus é que você tenha o caráter de Cristo.

Azarias / Abede-nego = O Senhor ajuda.

Para que você consiga a mudança na sua vida, você terá uma ajuda especial, O Espírito Santo.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS - UM ESTUDO PARA JOVENS (4º PARTE)

“E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste. Então Nabucodonosor se encheu de furor, e mudou-se o aspecto do seu semblante contra Sadraque, Mesaque e Abednego; falou, e ordenou que a fornalha se aquecesse sete vezes mais do que se costumava aquecer. E ordenou aos homens mais poderosos, que estavam no seu exército, que atassem a Sadraque, Mesaque e Abednego, para lançá-los na fornalha de fogo ardente. Então estes homens foram atados, vestidos com as suas capas, suas túnicas, e seus chapéus, e demais roupas, e foram lançados dentro da fornalha de fogo ardente. E, porque a palavra do rei era urgente, e a fornalha estava sobremaneira quente, a chama do fogo matou aqueles homens que carregaram a Sadraque, Mesaque, e Abednego. E estes três homens, Sadraque, Mesaque e Abednego, caíram atados dentro da fornalha de fogo ardente.”  Dn 3.19-23

Paz do Senhor a todos os visitantes, estão gostando deste estudo? Está servindo de fonte de benção? O Senhor está falando com alguém? Minha oração é que este ESTUDO esteja lhe abençoando e fortalecendo sua caminhada cristã. Hoje teremos mais uma parte do estudo COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS.

3 – Pagando o preço pela fé

“Você está disposto a fazer pela verdade o que muitos fazem pela mentira?”

O que você estria disposto a perder por amor a Cristo e sua fé?

Paulo disse certa vez: “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho”  Fl 1.21

Hoje em meio aos vários tipos de “evangelhos” existentes no mundo, não há mais lugar para o Evangelho da Cruz, da renúncia, das perdas ou mesmo da morte por Cristo. Queremos uma fé viva, mas não queremos pagar o preço por ela. A grande maioria dos jovens são voláteis e solúveis, são consumidos por novidades do mundo gospel e quase nunca avaliam se estas tais novidades são nocivas a sua fé.

Os três jovens hebreus não cederam as pressões e imposições feitas pelas autoridades, ou mesmo seus amigos babilônicos. Eles estavam dispostos a qualquer coisa, mas não deixar ou envergonhar sua fé e principalmente O Deus da vida deles.

4 – Deus honra quem O honra.

“Então o rei Nabucodonosor se espantou, e se levantou depressa; falou, dizendo aos seus conselheiros: Não lançamos nós, dentro do fogo, três homens atados? Responderam e disseram ao rei: É verdade, ó rei. Respondeu, dizendo: Eu, porém, vejo quatro homens soltos, que andam passeando dentro do fogo, sem sofrer nenhum dano; e o aspecto do quarto é semelhante ao Filho de Deus. Então chegando-se Nabucodonosor à porta da fornalha de fogo ardente, falou, dizendo: Sadraque, Mesaque e Abednego, servos do Deus Altíssimo, saí e vinde! Então Sadraque, Mesaque e Abednego saíram do meio do fogo. E reuniram-se os príncipes, os capitàes, os governadores e os conselheiros do rei e, contemplando estes homens, viram que o fogo não tinha tido poder algum sobre os seus corpos; nem um só cabelo da sua cabeça se tinha queimado, nem as suas capas se mudaram, nem cheiro de fogo tinha passado sobre eles” Dn 3.24-27

Ser fiel a Deus tem sua recompensa, pois o Senhor enfrenta com você as dificuldades e caso pague o preço máximo, saiba que Ele fez isso primeiro por você. 

Existe uma promessa que quero compartilhar, “Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti.” Is 43.2

Diz mais “Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida.” Ap 2.10

Vivemos para servir a Deus em qualquer situação, por isso não dobre o joelho não se escuse de sua fé. As más influências nos tentam a cada instante, mas fiel é Deus para nos manter de pé.

Continua . . . 

Paz do Senhor Jesus Cristo.




segunda-feira, 4 de setembro de 2017

COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS - UM ESTUDO PARA JOVENS (3º PARTE)

“Então Nabucodonosor, com ira e furor, mandou trazer a Sadraque, Mesaque e Abednego. E trouxeram a estes homens perante o rei. Falou Nabucodonosor, e lhes disse: É de propósito, ó Sadraque, Mesaque e Abednego, que vós não servis a meus deuses nem adorais a estátua de ouro que levantei? Agora, pois, se estais prontos, quando ouvirdes o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a espécie de música, para vos prostrardes e adorardes a estátua que fiz, bom é; mas, se não a adorardes, sereis lançados, na mesma hora, dentro da fornalha de fogo ardente. E quem é o Deus que vos poderá livrar das minhas mãos?”

Paz e graça a todos os nossos visitantes, espero que esteja sendo tocados por Deus através deste estudo, que O Senhor continue lhes abençoando. 

Bem vamos para mais uma parte deste estudo sobre "COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS."

III – Vencendo as más influências.

1 – Honrando a Deus diante dos homens.

“É de propósito, ó Sadraque, Mesaque e Abednego, que vós não servis a meus deuses nem adorais a estátua de ouro que levantei?” Foi assim que o rei começou a interrogá-los e como jovens tementes a Deus não colocaram a culpa em seus pais, ou em seu pastor, mas assumiram sua fé. Certamente era de propósito, pois eles queriam servir a Deus e certamente era de propósito eles não queriam servir aos deuses pagãos. 
Hoje quando muitos jovens são indagados por sua vida “diferente”, colocam a culpa em seu pastor, no seu líder, na família, mas devemos afirmar nossa fé e dizer que é por servir a Deus que não fazemos isto ou aquilo e assumir por amor a Deus as conseqüências que aparecerem.

2 – Manifestando sua fé.

“Responderam Sadraque, Mesaque e Abednego, e disseram ao rei Nabucodonosor: Não necessitamos de te responder sobre este negócio. Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei. E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.” Dn 3.16-18

Eles estavam decididos e convictos a respeito de sua fé. Não estavam temendo o que iria acontecer, sabiam que Deus podia livra-los e estavam dispostos a pagar o preço por amor a Deus. Não devemos  ter medo daqueles que querem destruir nossa fé, não estou falando que devemos brigar ou mesmo fazer uma revolução, mas devemos declarar nossa fé para que as más influências na tenham vez em nossas vidas.

Que em vez de sermos influenciados possamos influenciar com nossa fé. Deus procura jovens decididos que possam assumir sua fé em qualquer situação.

Continua . . .

Permaneçam na paz que excede todo o entendimento .


terça-feira, 29 de agosto de 2017

COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS - UM ESTUDO PARA JOVENS (2º PARTE)

“Por isso, no mesmo instante chegaram perto alguns caldeus, e acusaram os judeus. E responderam, dizendo ao rei Nabucodonosor: Ó rei, vive eternamente! Tu, ó rei, fizeste um decreto, pelo qual todo homem que ouvisse o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, e da gaita de foles, e de toda a espécie de música, se prostrasse e adorasse a estátua de ouro; E, qualquer que não se prostrasse e adorasse, seria lançado dentro da fornalha de fogo ardente. Há uns homens judeus, os quais constituíste sobre os negócios da província de Babilônia: Sadraque, Mesaque e Abednego; estes homens, ó rei, não fizeram caso de ti; a teus deuses não servem, nem adoram a estátua de ouro que levantaste.”  Dn 3.8-12


Paz e graça. Vamos dar continuidade ao nosso estudo sobre COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS? Então vamos para a segunda parte que tem o seguinte subtema:

II - Reconhecendo aqueles que querem nossa destruição espiritual.

1 – Os Acusadores e a Inveja.

Vivemos rodeados de testemunhas, de pessoas que nos observam em todos os momentos, muitas vezes ficam espreitando e invejando tudo aquilo que Deus nos dá. Ficam a procura de alguma falha para que tenham do que nos acusar. Isso aconteceu também com os três jovens Judeus na Babilônia (Sadraque, Masaque e Abdenego), eles eram respeitados, homens íntegros e abençoados por Deus pois devido sua fidelidade Deus os exaltou e se tornaram lideranças em Babilônia, coisa que deixou muitos com inveja dos servos do Senhor. Seus inimigos sabiam que eles eram homens fieis, e não conseguiam encontrar nada contra eles, então resolveram  acusá-los perante o rei, denunciando que os três jovens não se dobraram perante a estátua, pois eles não eram influenciados por ninguém,  e por que não dobraram os joelhos perante a estátua de Nabucodonosor.

Queridos certamente se você é fiel a Deus você é uma pessoa próspera e haverá sempre alguém vai tentar quebrar sua comunhão com Deus, mas quem é este que fica nos vigiando para nos acusar? Este é satanás e os demônios, estes vivem a nos vigiar, a bíblia diz “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;” I Pedro 5.8. Satanás introduz dentro das pessoas inveja, raiva, ódio, gerando nestas pessoas sentimentos terríveis contra aqueles pelos quais se desagradam.

Não tenha medo dos acusadores, seja fiel, não minta por que seu chefe mandou, não vá a lugares impróprios por que seus amigos vão. Mas você pode está se perguntando: e eu tenho que perder meus amigos, meu emprego, minhas relações? A Bíblia diz: ”Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á.” Mt 10. 39. E ainda “Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” Mt 6.33. Não se preocupe com os invejosos ainda que possa parecer que eles crescem, mas o fim deles é a destruição. 

Creia em Deus, seja fiel.

Continua . . .

Na paz do Mestre Jesus!


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

COMO VENCER AS MÁS INFLUÊNCIAS - UM ESTUDO PARA JOVENS (1º PARTE)

“O REI Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, cuja altura era de sessenta côvados, e a sua largura de seis côvados; levantou-a no campo de Dura, na província de Babilônia. Então o rei Nabucodonosor mandou reunir os príncipes, os prefeitos, os governadores, os conselheiros, os tesoureiros, os juízes, os capitães, e todos os oficiais das províncias, para que viessem à consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado. Então se reuniram os príncipes, os prefeitos e governadores, os capitães, os juízes, os tesoureiros, os conselheiros, e todos os oficiais das províncias, à consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado; e estavam em pé diante da imagem que Nabucodonosor tinha levantado. E o arauto apregoava em alta voz: Ordena-se a vós, ó povos, nações e línguas:     Quando ouvirdes o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a espécie de música, prostrar-vos-eis, e adorareis a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tem levantado. E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente.  Portanto, no mesmo instante em que todos os povos ouviram o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério e de toda a espécie de música, prostraram-se todos os povos, nações e línguas, e adoraram a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tinha levantado.”

Daniel 3.1-7

Paz do Senhor a todos os nossos visitantes, hoje trago um estudo bíblico direcionado ao publico jovem, mas que acredito que todos de todas as faixas etárias serão abençoados. Este estudo foi um dos primeiros que O Senhor me deu e quero compartilhar com vocês. Como ele é extenso dividirei em algumas postagens e espero que seja um diferencial para a sua vida.

Compartilhe com outros este estudo e lógico cite a fonte, obrigado.

Tomemos por base um acontecimento registrado no Livro do Profeta Maior Daniel, conforme o texto bíblico acima, estaremos expondo como as más influências acontecem e como vencê-las.

Considerações sobre o Livro de Daniel:

·         Autor: Tem-se o próprio Daniel como autor do Livro.
·         O tema central: a soberania de Deus na história.
·         O Livro é conhecido como o Apocalipse do AT.
·         A Data aproximada que foi escrito 536 a 530 a.C.
·         O Local: Na própria Babilônia.
·         “Daniel" significa: Deus é Juiz (ou meu Juiz).
·         Levado cativo para Babilônia durante o reinado de Joaquim, juntamente com Hananias , Misael  e  Azarias. Dn 1:1-6
·         Daniel, Hamazias, Misael e Azaías eram da linhagem real de Israel. Dn 1.3
·         Foram levados para a babilônia por Aspenas, chefe dos eunucos do Rei Nabucodonosor. Dn 1.3
·         Eles foram levados, pois eram os melhores que haviam em Israel. Dn 1.2-3
·         Daniel e seus amigos eram adolescentes quando foram levados a Babilônia.
·         Na babilônia seus nomes foram mudados. Dn 1.7
·         Embora sendo escravos na babilônia, eles resolveram ser fiéis a Deus. Dn 1.8

Introdução:

Vivemos em um mundo que segundo a Bíblia afirma jaz no maligno, ou seja, um mundo influenciado pelos poderes do mal. Somos muitas vezes influenciados pela mídia (TV, Jornais, Revistas, Internet, Amigos, ETC..), meios de comunicação que são coordenados por pessoas que não temem a Deus, nem mesmo possuem virtudes genuinamente cristãs e isso tudo tem um objetivo, separar o homem de Deus e por fim, leva-lo a morte eterna. Satanás tem uma tríplice, missão que é matar, roubar e destruir, porém Jesus Cristo tem uma resposta para essa missão maligna que é de nos dá vida e vida em abundância.

Vejamos como detectar e vencer as más influências.

I - Detectando as más influências.

1 – As más influências vêem por quem está em destaque, ou seja, que tem influência sobre os demais.

“O REI Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, cuja altura era de sessenta côvados, e a sua largura de seis côvados; levantou-a no campo de Dura, na província de Babilônia.” Dn 3.1

O maior líder da Babilônia determinou que fosse feito à estátua e que a adoração à mesma fosse instituída. Foi o rei também que determinou o padrão, o modelo que as demais pessoas deviam seguir. Todos os povos deveriam se prostrar diante da estatua independentemente de sua fé, de sua nação ou do que achava certo ou errado. “E o arauto apregoava em alta voz: Ordena-se a vós, ó povos, nações e línguas:” Dn 3.4

Hoje não é diferente, aqueles que estão em destaque querem determinar o que devemos fazer, como devemos pensar, o que devemos crer, como nos devemos vestir, como devemos falar. Geralmente são pessoas de influência que estão na TV, nas revistas, e de forma muito sutil querem determinar inclusive a nossa fé e vida. Mas nós que cremos no Senhor Jesus não precisamos de Ídolos nós temos já um Deus, na verdade o Único Deus.

2 – As más influências e os Ídolos do coração.

“O REI Nabucodonosor fez uma estátua de ouro, cuja altura era de sessenta côvados, e a sua largura de seis côvados; levantou-a no campo de Dura, na província de Babilônia. Então o rei Nabucodonosor mandou reunir os príncipes, os prefeitos, os governadores, os conselheiros, os tesoureiros, os juízes, os capitães, e todos os oficiais das províncias, para que viessem à consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado. Então se reuniram os príncipes, os prefeitos e governadores, os capitães, os juízes, os tesoureiros, os conselheiros, e todos os oficiais das províncias, à consagração da estátua que o rei Nabucodonosor tinha levantado; e estavam em pé diante da imagem que Nabucodonosor tinha levantado. E o arauto apregoava em alta voz: Ordena-se a vós, ó povos, nações e línguas: Quando ouvirdes o som da buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a espécie de música, prostrar-vos-eis, e adorareis a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tem levantado.” Dn 1-5

Na Babilônia todos dobraram os joelhos para a estátua de Nabucodonosor, ele era a referência, ele ditava as normas. E hoje? O que é que determina seu modo de pensar? Quem determina seu modo de agir? Quem é seu ídolo? Muitos dizem: eu não tenho ídolos, mas quem é que determina sua fé? Por quem você troca um culto? Pelo o quê você deixa de orar? A bíblia diz “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” Mt 6.21. Quem tem prioridade em tua vida? Quem decide o que você pensa, é Deus? Você crer no que a Bíblia diz, ou no que seu colega fala? Você fala e anda do modo que a Bíblia diz, ou do modo que as atrizes ou modelos da TV ou da internet? Que tipo de música você escuta, aquelas que glorificam a Deus ou que fortalecem a carne?

Pense nisso! Aquém você está obedecendo?

3 – As Más influências e as ameaças à fé.

“E qualquer que não se prostrar e não a adorar, será na mesma hora lançado dentro da fornalha de fogo ardente.  Portanto, no mesmo instante em que todos os povos ouviram o som da  buzina, da flauta, da harpa, da sambuca, do saltério e de toda a espécie de música, prostraram-se todos os povos, nações e línguas, e adoraram a estátua de ouro que o rei Nabucodonosor tinha levantado. Por isso, no mesmo instante chegaram perto alguns caldeus, e acusaram os judeus.” Dn 3.6-8

No texto acima, as autoridades babilônicas determinavam uma execução para quem não obedecesse ao mandato do rei, ou seja, quem não dobrasse o joelho perante a estátua seria lançado na fornalha de fogo ardente.

Hoje talvez não tenha uma fornalha literal para sermos jogados, mas ainda há um preço a pagar. O mundo costuma a ridicularizar aqueles que não pensam igual a a ele, é chamado de quadrado, de retrogrado, de atrasado e por ai vai. Muitas vezes os amigos nos abandonam, somos despedidos, rejeitados e até mesmo agredidos com palavras.

Quando não aceitamos as influências do mundo por causa de nossa fé somos chamados de fanáticos, doidos e até mesmo sofremos preconceitos e perdas diversas (amigos, familiares, etc.). Isso é o mundo querendo nos ameaçar para que dobremos nossos joelhos para seus ideais e falsas filosofias, mas sabemos que O Senhor nos chamou para brilharmos em meio as densas trevas, como O próprio Jesus nos avisou que "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.
Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.  Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai que está nos céus". Mt 5.11-16

Então fica firme, O Senhor está conosco nesta batalha e o mundo verá que você serve O Deus dos céus e da terra.

Continua....

Paz e Graça



sexta-feira, 18 de agosto de 2017

QUANDO O JUSTO CAI

Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal. Pv 24.16

Recentemente recebi em minha casa um filho de um dos pioneiros do Evangelho Pentecostal no Estado do Ceará. Sua visita consistiu em apenas conversar, na verdade, ele quis apenas contar a história do seu falecido pai e expressar sua indignação pelo nome do mesmo ter sido usado de forma constrangedora, pois citado em uma publicação não só sua história de vida, mas também sua queda.

Em meio a sua narrativa, o homem de 58 anos de idade, relatou como Deus usava seu pai, ele falava dos feitos realizados com tanto prazer e orgulho, tentava ser exato nos detalhes e nas datas. Ele vez, por outra ressaltava como Deus havia lhe enviado a vários lugares e como Deus operava grandemente. Porém, quando ele mencionou a citada publicação e que nesta havia sido colocada a queda de seu pai, ele expressou indignação.

Seu falecido pai foi esfriando e chegou a adulterar, porém antes disso, disse ele que observou que algumas coisas, na vida de seu pai não estavam como antes. Os sermões, o vigor e a aceitação de certos comportamentos indignos a um homem de Deus começaram a ser notado, porém como ele era criança não podia “exortar” seu pai. O fim da história é que seu velho pai caiu, ele se afastou da família, se enveredou pelo caminho da bebedeira e por adoeceu.

Dois anos depois da queda, seu pai retorna humilhado para a família que o aceita, ele volta à igreja, pede perdão a todos e tenta continuar, porém agora debilitado e enfraquecido definha até morrer.

Todavia uma coisa me chamou a atenção na narrativa, pois ele mencionou que seu pai um hábil pregador antes de morrer, em seus últimos dias disse que se pudesse pregar, o título de seu sermão seria: COMO UM HOMEM CAI!

Fiquei pensativo e imaginei quantos filhos de líderes não tem histórias semelhantes e que deveriam ser ouvidas. A história precisa aprender um ensino que recentemente ouvi em uma mensagem de um celebre pastor brasileiro, quando em sua prediga sugeriu uma temática que me chamou a atenção: PASTOR TAMBÉM TEM ALMA!

Quero com essa introdução falar um pouco dos homens de Deus que tantas vezes foram usados, abençoaram a vidas de muitos com sua abnegação, trabalho, renuncia e oração, confiando no poder do Evangelho foram instrumentos de restauração. Homens que deixaram carreiras, familiares, suas casas e até suas próprias vidas em obediência ao mandado do Bom Mestre. Homens que são vistos como super heróis, intocáveis, homens que parecem não sofrer tentações e que são baluartes da fé, homens que estão sempre firmes e inabaláveis em seus propósitos, porém o que muitos parecem não perceber que PASTORES TAMBÉM TEM ALMA.

Pastores choram, são tentados, tem problemas familiares, as vezes estão desiludidos e até deprimidos. Homens que carregam problemas vários e ainda teem a missão de fazer com que O Reino do Senhor Jesus Cristo continue avançando. Por fim, são simplesmente homens que foram chamados e aceitaram a vocação determinada Pelo Soberano Criador e Redentor de suas ALMAS.

Por este motivo que com este post sugerir algumas ações que precisam ser feitas com seus líderes e pastores:

1.      Ame-os – Sim, somos cristãos e A Palavra de Deus é clara devemos amar uns aos outros como Cristo nos amou (Jo 15.12);

2.      Honre-os – Pois eles trabalham por vossas almas, e prestarão contas por elas (Hb 13, 17);

3.      Respeitem-nos – O respeito é uma das maiores provas de amor que um líder pode receber, presentes são bons, homenagens e festas também, mas a maior prova que amamos nossos líderes e respeitando sua vida, família e ministério (Hb 13,7);

4.      Ajude-os – Sejam companheiros de luta, sejam amigos de armas, sejam colaboradores da Grande comissão. Peguem nas mãos de seus líderes e digam “pode contar comigo”. Não existe coisa mais confortante do que em meios as guerras ver que temos guerreiros conosco.

5.      Cuide – Pastores são presentes que Deus dá aos homens como prova do Amor de Deus por todos nós. Deus chama estes homens e durante toda uma vida capacita-os para um único fim, cuidar do seu rebanho, por isso não transforme seu pastor em um ídolo, apenas agradeça a Deus pelo presente e cuide daquilo que O Senhor lhes deu (Ef 4.11-14);

E caso, eles por serem homens chegarem a CAIR, lembre-se que eles também TEM ALMA. Façam como O Senhor Deus nos instruiu no texto que abre este post.

Quando O JUSTO CAIR, levante.


Que O Senhor nos ensine a amar nossos líderes e zelar por eles.


sábado, 22 de julho de 2017

O DEUS DE TODAS AS TEMPESTADES

“Porque foste à fortaleza do pobre, e a fortaleza do necessitado, na sua angústia; refúgio contra a tempestade, e sombra contra o calor; porque o sopro dos opressores é como a tempestade contra o muro.” Is 25.4

Mas o Senhor mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma forte tempestade, e o navio estava a ponto de quebrar-se. Jn 1.4

Vemos nas Escrituras o registro de várias tempestades, com diferentes origens e diversos propósitos, sim propósitos, não há nada Nas Escrituras que não nos sirva de crescimento espiritual. Como disse Paulo aos Romanos 15.4 Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.

Como não lembrar do Dilúvio (Gn 6 e 7), uma tempestade que trouxe o JUÍZO  DE DEUS  a uma geração corrompida? Ou da tempestade que desabou sobre o Egito como praga para endurecer o coração de Faraó (Êx 9.18). A tempestade que provou o profeta Elias (I Rs 19.1-13), pois O Senhor não fala apenas nas tormentas.

Muitas são as tempestades registradas e cada uma delas foram registradas com um fim, pois O Senhor nos permite atravessas algumas com um propósito.

Há tempestades de origem natural, aquelas que não pedimos, mas às vezes nos surpreendem em meios as nossas vidas, como aconteceu no Mar da Galileia enquanto a comitiva de Cristo atravessava para a outra margem (Lc 8.22-25). Ou aquelas sobrenaturais que Ezequiel contemplou as margens do Rio Quedar na Babilônia (Ez 1.4), que nos deixam impactados com a glória e o poder do Nosso Majestoso Deus.

Porém, dentre todas as tempestades que As Escrituras apresentam, uma se apresenta de forma assombrosa e pedagógica. Uma tempestade enviada e promovida por Deus com o objetivo de corrigir a atitude rebelde de um profeta que queria fugir da presença de Deus. Estou falando de Jonas e a tempestade que O Senhor levantou no meio do mar para que Jonas entendesse que não se pode fugir de sua presença, muito menos não aceitar sua vontade. (Jn 1.4)

Este episódio nos trás muitos ensinos e quero compartilhar alguns ensinos que a história nos mostra:

1.      Nem toda a tempestade são de origem maligna;
2.      Às vezes é Deus o autor da tempestade;
3.      Às vezes acontecerá que a tempestade não passará com oração, consagração e sim com obediência;
4.      Às vezes colocamos pessoas inocentes em nossas tempestades pessoais;
5.      Às vezes não queremos considerar que somos a causa da tempestade;
6.      Às vezes a tempestade não vem para lhe destruir;
7.      Às vezes perdemos coisas nas tempestades que não precisariam ser jogadas fora;
8.      Às vezes necessitamos de tempestades que nos levem de volta a vontade de Deus;
9.      Às vezes o som do vento e do mar reflete a voz de Deus para as nossas vidas;

E o mais lindo ensino que este episódio nos trás é que . . .

10.  Não importa a tempestade DEUS ESTÁ NO CONTROLE DELA!

Não importa qual seja a tempestade sobreveio sobre sua vida, apenas tente observar estes ensinos acima e se descobrir que ela veio por sua desobediência, não espere que pessoas inocentes corram risco, ou venham perder algo importante. Não demore decidir a retornar ao centro da vontade de Deus, não espere ser engolido pela tempestade e pelos peixes grandes que nos levam a orar com sinceridade. Mas se você estiver no mais profundo abismo, lembre-se que de lá O Senhor consegue lhe ouvir seu pedido de perdão.


Não interessa a origem ou o tamanho da tempestade, qual é o propósito ou mesmo a sua fúria, tempestade é tempestade, mas entenda e creia que O Senhor é e sempre será o nosso “refúgio contra a tempestade”.

Na Paz do Mestre....