segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

A diferença entre inteligência e sabedoria.

"E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." Tg 1.5

Hoje em uma conversa com um senhor, me deparei com um questionamento que me fez após lhe dizer que ele orasse não pedindo inteligência, mas que ele pedisse sabedoria a Deus. Assim ele me fez a seguinte pergunta: QUAL A DIFERÊNÇA ENTRE INTELIGÊNCIA E SABEDORIA? Então neste post estarei argumentando mais detalhadamente a resposta que de forma mais resumida respondi ao que me questionou.

Qual a diferença entre inteligência e sabedoria? Fui em busca de definições na tentativa de compreender mais sobre a questão, então fiz uma pesquisa simples em um dicionário online para ter a definição conceitual comum e achei o seguinte:

Inteligência – sf 1 - Faculdade de entender ou conhecer. 2 - Pessoa muito inteligente. 3 – Atividade secreta de espionagem e de informação.


Sabedoria – sf 1 – Qualidade de sabedor; erudição; grande soma de conhecimentos. 2 – Experiência da vida; prudência; juízo.

Essas definições me levaram a refletir sobre a vida cristã e como a inteligência e a sabedoria se relacionam, assim meditando cheguei a algumas conclusões.

Entendo que a inteligência é a faculdade de raciocinar que nos faz diferentes dos animais, eles tem seus instintos, nós temos a razão, o pensar, o questionar e tomar decisões. Assim, em minha resposta eu argumentei que Deus dá a inteligência a todos os homens, não interessa aonde este homem nasce, ele é totalmente diferente dos animais.  Entretanto, qualquer animal por mais ESPERTO que seja, nunca será IGUAL a um homem. Os nossos "instintos" são ou deveriam ser direcionados pela nossa razão, todavia quando um homem se deixa levar por eles, acaba tomando atitudes que o tornam um animal. 

Por outro lado, vejo que a sabedoria é um dom que orienta nossa inteligência a tomar as decisões corretas e prudentes. Que nos conduz a uma vida mais sadia e feliz, como diz A Palavra de Deus "Pois quando a sabedoria entrar no teu coração, e o conhecimento for agradável à tua alma, O bom siso te guardará e a inteligência te conservará; Para te afastar do mau caminho, e do homem que fala coisas perversas;" Pv 2.10-12

Dai entendo que é importante pedir a Deus sabedoria e não inteligência como Tiago orienta no texto  tema deste post, pois a inteligência já nasce conosco e a sabedoria é adquirida. 

Mais vem a questão, onde achar a sabedoria? E interessante que As Escrituras também fazem esta mesma pergunta "Mas onde se achará a sabedoria? E onde está o lugar do entendimento?" Jó 28.12 e nada melhor do que As Escrituras para responder a mesma "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; revelam prudência todos os que praticam. O seu louvor permanece para sempre." Sl 111.10

Observando As Escrituras vi que há uma sabedoria terrena e uma sabedoria celestial, uma divina e outra diabólica, uma que constrói e uma outra que nos aniquila.

Concluo que o mundo vive sem a verdadeira sabedoria que é o temor a Deus, e é necessário para o bem do próprio homem que este busque em Deus a verdadeira sabedoria do céu, para isso Tiago em sua epístola nos ensina a diferença entre a sabedoria do mundo e a sabedoria do céu.

"Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque onde há inveja e espírito faccioso aí há perturbação e toda a obra perversa. Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz". Tg 3.13-18

Bem, então deixemos a sabedoria do mundo com seus instintos malignos e peçamos a Deus sabedoria do alto a cada dia, e assim teremos nossa alma em paz.

Na paz que excede do o entendimento, amém!


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Não terás outros deuses antes de Mim

“Não terás outros deuses antes de Mim.” Êx 20.3

Paz e graça a todos os visitantes do blog marcosgamamv, espero que estejam sendo edificados com as postagens que tenho pela graça de Deus publicado.

Há alguns dias quando estava fazendo minha leitura devocional da Palavra e li este texto, gerou em meu coração o desejo de escrever algo sobre está passagem, onde Deus evoca para si a atenção de Israel que havia acabado de sair do Egito, anunciando que só há UM DEUS.

O período em que Israel viveu no Egito teve contato com vários “deuses” egípcios[1] como: - Sol (principal deus da religião egípcia); Toth - sabedoria, conhecimento, representante da Lua; Anúbis - os mortos e o submundo; Bastet - fertilidade, protetora das mulheres grávidas; Hathor - amor, alegria, dança, vinho, festas; Hórus – céu; Khnum - criatividade, controlador das águas do rio Nilo; Maet - justiça e equilíbrio; Ptah - obras feitas em pedra; Seth - tempestade, mal, desordem e violência; Sobek - paciência, astúcia; Osíris - vida após a morte, vegetação; Ísis - amor, magia; Tefnutnuvem e umidade, Chu - ar seco, luz do sol; Geb – terra. O povo de Deus durante aproximadamente 430 anos nasceram e morreram vendo essas divindades sendo adoradas e preservadas, porém agora são convocados ao entendimento real do que é ser UM DEUS, ou melhor, o ÚNICO DEUS.

O Senhor chama Israel a exclusividade, chama a uma separação, isto é, uma consagração Ao ÚNICO DEUS, do qual os deuses do Egito não conseguiram livrar a faraó e seus súditos. Agora Israel precisa deixar que esta verdade seja inserida dentro de seus corações, de suas almas, cultura, vida social, civil, militar, familiar, ou seja, em todos os setores da vida dos israelitas. Uma verdade que jamais poderia ser esquecida e muito menos CONFRONTADA.

Porém a história do povo Hebreu no Antigo Testamento está carregada exatamente do abandono desta assertiva e a entrega maligna a outros deuses. Todos os setores da vida do povo foram corrompidos, os profetas, sacerdotes, reis, e como não poderia deixar de ser o povo em si desaba na idolatria, negando a verdade máxima da Torah, NÃO TERÁS OUTROS DEUSES DIANTE DE MIM.

Isso levou o povo de Deus ao cativeiro Assírio em 586 a.C e Israel em 722 a.C pelos Babilômicos. Veja que a quebra deste princípio trouxe no passado muitas dores e perdas, aqueles que detinham a promessa, que receberam os milagres e as bênçãos, que foram agraciados com tantas maravilhas, como disse o profeta Jeremias “Porque o meu povo fez duas maldades: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm águas.”
Jr 2.13

Israel enfrentou um cativeiro de 70 anos na Babilônia, onde foram humilhados e deixaram sua esperanças nas margens do Rio Quedar. Apesar das profecias de Jeremias e de Ezequiel quanto ao retorno, mas as maravilhas de Jerusalém estavam no passado, até que O Senhor lembrou-se deles novamente trazendo-os de novo através do decreto de Ciro e do retorno a Israel com Zorobabel, Esdras e por fim Neemias.

Mas, e hoje, quais são as implicações que este princípio denota? Será que esta asseveração é verídica ou temos que entender que há vários deuses e que O Deus Hebreu é apenas mais um? Bem, pensar assim mostra que há uma influencia do pensamento relativista em voga em muitos corações. CERTAMENTE, só há um ÚNICO DEUS, porém muitos hoje como nos dias do Israel antigo entregam seus corações ao deus deste século, afrontando Ao Senhor Deus.

Hoje como no Egito o povo de Deus está envolto com muitos deuses como: a sexualidade desenfreada, a feitiçaria, a egolatria, endonismo, vãs filosofias, mamom, ou seja, estão tirando Deus do centro e colocando criaturas ou mesmo as próprias pessoas como deuses. O pior é quando no meio do povo de Deus pessoas alegam esta mensagem dizendo que somos deuses também.

Minha pergunta é quem é o seu Deus? A quem sua alma reporta em meio às angustias, ou melhor, a quem sua alma clama quando você está bem, quando você está desfrutando de momentos felizes, quem é o primeiro em sua lista de convidados para as festas de sua vida? O Senhor certa vez disse “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração. Mt 6.19, de quem é o teu coração. QUEM É O SEU DEUS?

Não deixe que sua idolatria lhe leve cativo para as babilônias da vida e por fim a morte. Entronize O Senhor Deus em seu coração crendo em Jesus Cristo. Guarde este princípio no seu coração “Não terás outros deuses antes de Mim.” Êx 20.3