segunda-feira, 30 de abril de 2012

Seja um verdadeiro pescador (Crente autentico)

Cristo foi enfático quando disse: “...vinde após mim, e vos farei pescadores...”. Irmãos somente aqueles que tiveram uma experiência real com Cristo é que pode ser um evangelizador. Existem os pescadores de final de semana, existem pescadores por temporada, mas existem pescadores que vivem para a pesca, esses são os verdadeiros pescadores. Profissionais da pesca conhecem todas as artimanhas do oficio. São aqueles que têm experiência no assunto e somente esses podem ensinar outros a pescar e muito mais, eles conseguem pagar os peixes. 

Muitos simplesmente não crêem no amor Deus, apesar de estarem nas igrejas e até ocuparem cargos no ministério, pessoas religiosas, mas que não são cristãos autênticos. Jesus sempre bateu muito forte contra a hipocrisia daqueles líderes religiosos que só queriam a glória, mas não queriam o Deus da glória. Somente verdadeiros cristãos que vivem uma vida de entrega ao Senhor podem falar de Jesus para os outros, pois esses podem relatar a sua experiência pessoal.

É por isso que muitos crentes têm vergonha de evangelizar, pois sua conduta não dá o credito necessário a sua pregação. Certo provérbio oriental diz: “O que você faz fala tão alto, que não consigo ouvir o que você diz.”


Texto retirado do estudo biblico sobre evangelismo e discipulado

sábado, 21 de abril de 2012

“Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?” 6 Parte - Final


E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.” Lc 23.43

Paz e graça, enfim a última postagem da série ““Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?” Bem, hoje encerraremos o tema.

Como já sabemos de outras postagens, o povo estava só olhando, os príncipes zombando, os soldados escarneciam, um dos ladrões foi para o inferno e o outro ladrão foi para o céu. Mas estes não são as únicas pessoas que estavam presenciando a crucificação, ainda há uma última pessoa que também estava na crucificação, Ele estava na cruz do meio, era Jesus.

Em meio o desinteresse do povo, a zombaria dos príncipes, o escarnecer dos soldados, o trágico destino do primeiro malfeitor e a salvação do segundo, Jesus Cristo agonizava por todos. Jesus não estava odiando o povo desinteressado, ele não estava com raiva da zombaria e nem daqueles que estavam escarnecendo e muito menos se alegrou com o destino do primeiro ladrão, ao contrário, Jesus estava dando a todos uma prova do amor de Deus, pois apesar do contexto de morte Jesus orou ao Pai assim: “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem” Lc 23.34ª, este texto está em consonância com João 3.17 que diz “Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.”
 
Enquanto a multidão olhava Jesus morrendo como criminoso, Jesus da cruz olhava para eles como O SALVADOR. Deus não odeia os pecadores, mas como está escrito em At 17.30 “Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam;”

Caro leitor Jesus morreu por você e o que você fará em meio a esta cena? Qual é a sua posição diante da cruz? Muitos dizem que a salvação é Deus quem decide, mas Deus já decidiu, Ele quer que todos sejam salvos, porém é necessário tomar uma atitude, qual será a sua?
As opções são:

  1. Ficar somente olhando e deixar o tempo passar;
  2. Zombar D’ele;
  3. Escarnecer D’ele;
  4. Não se arrepender e ter um destino terrível;
  5. Se arrepender e viver eternamente;
A decisão é sua! Porém dependendo do que você responder Jesus dirá “estarás comigo no Paraíso”
Bem, você precisa responder a essa questão “Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?”

Na paz de Cristo Jesus!

sexta-feira, 13 de abril de 2012

“Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?” Parte 5


Paz e graça aos amados irmãos, vamos para a penúltima postagem sobre este tema “Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?”.  Acredito que muitos receberam uma mensagem de graça nestas postagens, que Deus continue lhes abençoando em Cristo. Então vamos lá. 

Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.” Lc 23.40-42

No momento da crucificação, enquanto o povo ficava olhando insensivelmente, os príncipes do povo estavam zombando e os soldados escarneciam. Havia ainda  um dos malfeitores que estava sendo crucificado do lado de Jesus, não reconheceu que ali estava o Rei e não agarrou a oportunidade de se arrepender e ter a vida eterna. Porém estes não eram os únicos que estavam no momento da crucificação, havia do outro homem lado de Jesus Cristo, um segundo malfeitor, este também fora julgado e condenado por seus atos, igualmente ao primeiro malfeitor ele estava sendo crucificado e iria morrer em decorrência de seus atos, mas algo aconteceu naquele momento que fez com que ele repreendesse aquele primeiro malfeitor, este outro, o segundo REPREENDIA-O.  

Repreender alguém segundo o dicionário Aurélio online é: censurar, criticar, exprobar, objurgar, reprochar, verberar e vituperar, se você não entendeu ainda eu te explico. Aquele outro ladrão deu um baita carão no primeiro e em seguida uma lição de amor e temor a Deus, pois ele falou “Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação?”
 
No momento da morte é comum nos desesperarmos, mas estando perto de Jesus sempre haverá uma esperança, enquanto um blasfemava e perdia a oportunidade de uma vida eterna, o outro malfeitor estava tomando uma atitude de vida eterna, ou seja, ele se arrependeu “E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez.” Queridos leitores, eu não sei o que levou este homem a tomar esta decisão, não sei se foi à placa que dizia que ali na cruz central estava “O Rei dos Judeus”, eu só sei de uma coisa, houve um arrependimento.

Esta é a atitude de quem quer realmente ter uma segunda chance para recomeçar, aquele malfeitor estava à beira da morte e certamente não poderia desfrutar mais de sua vida terrena e sabendo de sua condição ele não pediu para descer da cruz como fez o outro, ele não pediu para livrá-lo de seu castigo, pois sabia que sua condenação era justa, ele simplesmente pediu para ser lembrado, “lembra-te de mim”. Quem realmente quer mudança de vida precisa se chegar a Cristo de forma humilde e se arrepender.

Queridos leitores, hoje é difícil alguém reconhecer seus erros, as pessoas não querem reconhecer que são pecadoras e como o primeiro ladrão querem se livrar de seus problemas atuais e continuar com sua vida de erros. Mas há aqueles que realmente querem uma segunda chance para uma nova vida, e esta é a proposta de Cristo quando em 2 Coríntios  5 e 17, Paulo diz: “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.

É difícil entender, mas aqui a uma realidade muito dura para alguns, há dois pecadores, dois réus confessos, porém um irá para o inferno e o outro para o céu, então vem uma pergunta, por quê? Porque Deus salva uns pecadores e outros Ele manda pro inferno? Veja bem, Deus não manda ninguém para o inferno, as pessoas escolhem ir para lá pelos seus atos. O homem de nossa história, o segundo malfeitor se ARREMPEDEU e CREU, pois ele disse: “Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.” Veja bem, ele chamou Jesus de SENHOR e pediu para ser lembrado quando Jesus estivesse no seu REINO, isto é, ele creu que Jesus era o Rei prometido, apesar deste Rei estar morrendo em uma cruz, mas Ele era Rei, até Pilatos colocou uma placa dizendo isso, então aconteceu o que está escrito em João 5.24 “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”
 
Um pecador perdido de lado de um pecador salvo, querido a decisão é sua, ambos tiveram a mesma oportunidade, mas um desperdiçou por não se arrepender o outro agarrou uma oportunidade eterna, pois ele pediu apenas para ser lembrado e Jesus respondeu assim “E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.” Lc 23.43

E você amigo visitante deste blog? Que posição você tem tomado diante da crucificação de Jesus Cristo?

quarta-feira, 4 de abril de 2012

1º Encontro de Vasos da Cong. Cacimba do Povo - Aracati

Louvamos a Deus por todos os irmãos da abençoada congregação da Cacimba do Povo - Min. Templo Central, Aracati. No último dia 31 de março a referida congregação promoveu o 1º Encontro de Vasos. Foi um evento magestoso, pois reuniu as representantes dos circulos de oração de diversas denominações e congregações para orar e suplicar a Deus por renovação e poder.

Conf. Marcos Gama ministrou a palavra de Deus pela manhã e tarde, Deus nos agraciou com muita unção e poder, vidas foram restauradas e fortalecidas. O grupo de coreografia IDE mais uma vez foi usado por Deus para trazer uma menssagem de poder através da dança. As bandas Shekiná,  Labareda e cantores locais também contribuiram para que o evento fosse recheado da graça e poder de Deus.

Só podemos agradecer aos servos de Deus que crendo nos milagres divinos promoveram este evento. Aos dirigentes da Cong. da Cancimba do Povo Dc. Romeu Campelo e sua esposa a Irmã Danielli, ao Pb. Alfredo e sua esposa Luciana e sua filhinha Sophia, amigos de fé e a matriarca da família irmã Nadir que aprendemos a amar. Que Deus continue lhes abençoando abundantemente em Cristo.

Avivamento não é uma questão de opção, para o crente que quer morar no céu é uma questão de necessidade. Que Deus continue derramando suas bençãos sobre todos os participantes e que possamos como vasos de Deus marcar nossa geração com nossa vida e testemunho.

Pb. Marcos Gama durante a preleção da manhã, restaurando o vaso quebrado.



Banda labareda

Deus nos presenteou com muita unção e quebranramento para sua glória

Deus nos presenteou com muita unção e quebranramento para sua glória.
"O que a graça de Deus não fizer, a sabedoria humana não fará" 
Marcos Gama
Na graça do Mestre!

terça-feira, 3 de abril de 2012

“Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?” Parte 4


“E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós.” Lc 23.39

Paz do Senhor a todos os visitantes do blog WWW.marcosgamamv.blogspot.com. Hoje vamos continuar o comentário sobre o tema “Qual a sua posição diante da crucificação de Cristo?”. Dentre os que presenciaram a crucificação, vimos que o POVO ESTAVA OLHANDO, OS PRINCIPES ZOMBAVAM, e os SOLDADOS ESCARNECIAM de Jesus. No post de hoje veremos que havia pessoas morrendo do lado de Cristo e estas pessoas também tomaram atitudes diante da crucificação.

No texto que dá base a este post, isto é, Lc 23.39 inicia dizendo que havia MALFEITORES do lado de Jesus, ou seja, os que estavam sendo crucificados com Jesus tinham sido julgados e sentenciados a morte. Eles eram realmente culpados.

Porém um dos malfeitores dirige a palavra a Jesus de forma arrogante dizendo “Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós” . Veja que apesar de estar quase morrendo, mas ainda assim vemos uma pessoa arrogante e incrédula, ele não acreditava que Jesus era o Cristo, ele certamente ouviu alguém dizer que Jesus era o Cristo, mas claramente duvida. 

Outra coisa muito triste com este malfeitor é o fato de que ele não aceita sua culpa, veja bem que ele não pede por salvação, ele pede para descer da cruz “salva-te a ti mesmo, e a nós”. Ele havia sido julgado e condenado, não sei se o julgamento foi justo, não sei se ele era inocente, não sei ele foi injustiçado, porém ele estava quase morrendo na cruz, acho que essa não é a melhor ora para se achar justo. Ele só queria descer da cruz, ele não queria Jesus.

Arrependimento é uma palavra que está fora de moda no meio do povo evangélico, hoje não queremos confessar que erramos, transgredimos, pecamos. Se no meio “gospel” não há arrependimento imagine aqueles que ainda não temem a Deus.

Bem um dos malfeitores não se arrependeu e hoje há muitos que contemplam a crucificação, estão presenciando a entrega de Deus por amor da humanidade, mas como aquele malfeitor, muitos não acreditam que precisem de salvação. Eles pedem para Jesus lhes salvar o casamento, as finanças, da morte, mas não querem receber a Jesus como salvador, não querem morrer para poderem nascer de novo. A grande maioria dos que querem estar perto de Jesus quer somente que ele resolva seus problemas, mas não querem morrer por Cristo.

E você, qual é sua posição diante da crucificação de Jesus?

Na paz do Mestre Jesus