sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Igreja e Missões

Introdução

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mt 28.19-20

Deus sempre teve desde a eternidade, um plano de resgate para o homem, este plano que envolveu seu próprio filho como peça chave para sua realização, desde então, há um objetivo a ser alcançado, Deus já traçou as metas, já identificou os alvos, já revelou o inimigo, concedeu armas para capacitar aqueles que irão realizar seu objetivo, ou seja, há uma missão a ser realizada. Porém toda missão precisa de alguém para executá-la, Deus em sua infinita graça separou, escolheu e comissionou a organização mais importante da terra para este trabalho, nem mesmo os anjos conseguiram esta autorização. Neste trabalho falaremos com detalhes sobre o desenrolar desta missão e dos que foram comissionados. Falaremos da Igreja e Missões!

Nosso objetivo não é apresentar vários textos bíblicos em que Jesus comissiona a Igreja, mas notificar da importância da atividade e a responsabilidade que pesa nos ombros dos servos de Cristo.

IGREJA

No contexto bíblico, o termo igreja pode designar reunião de pessoas, sem estar necessariamente associado a uma edificação ou a uma doutrina específica.

Etimologicamente a palavra grega ekklesia é composta de dois radicais gregos: ek que significa para fora e klesia que significa chamados.

No texto bíblico, no "Novo Testamento", a palavra Igreja aparece por diversas vezes, sendo utilizada como referência a um agrupamento de cristãos e não a edificações ou templos, nem mesmo a toda comunidade cristã em alguns momentos.

Este agrupamento de cristãos é chamado de Igreja, é importante frisar que segundo o entendimento do termo igreja ela pode se referir há denominações eclesiásticas, deste modo, podemos dizer que existe a Igreja Universal ou Corpo místico de Cristo e as congregações locais ou denominações como a Igreja de Éfeso, Esmirna, Assembléia de Deus, Batista etc. A Igreja quanto corpo místico de Cristo, são aqueles chamados para fora do mundo e que hoje compõem os membros deste corpo, são preparados do mundo, transformados pelo Espírito Santo e hoje são servos de Cristo.

Na doutrina cristã da mordomia, aplica-se a vida do crente o conceito da soberania divina onde Deus é Senhor e único soberano de tudo que existe ou possa existir. Assim sendo, tudo o que está em nossas mãos já tem um dono, tudo que possamos adquirir já tem um dono. O crente quanto servo de Cristo serve com suas posses, seus dons e seu tempo, e este serviço precisa ser direcionado por seu Senhor. A igreja não traça suas metas, pois estas já estão traçadas.

Desde o A.T Deus tinha o propósito de ser conhecido por todas as nações, e Israel seria a Lâmpada que atrairia as nações através de uma vida diferenciada dos costumes da antiguidade, porém Israel dobra-se ante os costumes pagãos, mas sabemos que Deus está no controle de tudo, Deus em sua sabedoria já havia pensado na Igreja. Hoje é responsabilidade da igreja, atrair os povos Cristo, o próprio mestre disse em Mt 8.14 Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;” e ensinar o caminho em que deve andar, ou melhor, ensinar. Porém antes de tratar daqueles que se chegam a Cristo, precisa atraí-los a Cristo.

MISSÕES

“Ide” é o maior imperativo, a maior ordenança que a igreja de Cristo possui. Fazer discípulos, ir a todas as nações começando em Jerusalém é o maior objetivo de Deus independentemente das barreiras culturais, políticas econômicas ou espirituais. O objetivo da igreja é o mesmo de Cristo não pode haver duas metas a serem alcançadas. O objetivo de Deus é que todas as “criaturas saibam sobre o evangelho”, ou seja, a onde estiver uma pessoa que nunca ouviu é ali um campo missionário.

Não há a palavra missões na bíblia, mas vemos que Deus ordena que a sua igreja vá aos perdidos, a palavra apostolo significa “enviado” ou “aquele que foi enviado”, os dons que foram concedidos a igreja, o batismo com o Espírito Santo tudo isso é para que o evangelho seja anunciado em todas as nações. Deus é quem define o que precisa ser feito, deus é quem levanta os missionários, deus é quem os envia, como vemos em AT 13 1-2 “E NA igreja que estava em Antioquia havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé e Simeão chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes o tetrarca, e Saulo. E, servindo eles ao Senhor, e jejuando, disse o Espírito Santo: Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.

A igreja vive por missões, a igreja trabalha por missões, a igreja existe para fazer missões, Deus já deixou tudo o que é necessário para o serviço. A igreja tem como metas o sustento financeiro, espiritual e moral para com aqueles que estão dispostos a ir ao campo. Todas as ações da Igreja devem ter um único fim, missões. É ela que prepara os enviados, capacita-os, dentro da direção de Deus os envia dando todo o suporte necessário.

CONCLUSÃO

A igreja nasceu da missão de Cristo, Ele a instituiu, capacitou, sustenta, guia, enviou o Espírito Santo e agora Ele nos envia como Ele foi enviado como está escrito em João 20,21 Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós.” Deus espera pelo resultado. Certamente em nossas congregações há cultos missionários, há campanhas de oração, trabalho de capacitação, mas a palavra ainda é IDE.

Nenhum comentário: