terça-feira, 7 de junho de 2011

Como Limão Ou Como Mel?

"Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;Todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus daminha salvação" (Habacuque 3:17, 18).

Uma senhora tinha o costume incurável de resmungar contra tudo e todo mundo. Finalmente, o ministro achou que havia encontrado alguma coisa da qual ela não poderia reclamar. Sua colheita de batatas era a melhor em toda a região. "Ah, até que enfim a senhora deve estar muito feliz", disse ele com um sorriso radiante, quando a encontrou em uma rua da aldeia. "Todos estão dizendo que sua colheita de batatas foi esplêndida este ano". A velha senhora o encarou com um olhar penetrante e disse: "É verdade que elas não são tão ruins, mas, onde estão as podres, para os porcos?"

Muitas oportunidades perdemos de encontrar a nossa felicidade, somente por não estarmos satisfeitos com nada. Tudo é motivo para murmurações, queixas, resmungos. Queremos tudo e não queremos nada. Estamos insatisfeitos com tudo o que temos e com tudo o que não temos.

Vivemos de mal com a vida e coisa alguma alegra o nosso coração.
Se os irmãos nos visitam... não têm o que fazer em casa. Se não nos visitam... não têm amor e nos tratam com indiferença. Se nos telefonam... certamente estão com algum interesse. Se não nos telefonam... não praticam os ensinos da amizade. E assim passamos os dias, azedos como limão. A senhora da nossa ilustração era assim.

As lamentações eram seu passatempo preferido! Porém, não são assim os que têm uma verdadeira experiência com o Senhor Jesus. Estão sempre satisfeitos e com um belo sorriso nos lábios. Se as batatas estão bonitas... glorificam a Deus. Se as batatas não são muito boas, glorificam pelo que pode ser aproveitado. O que mais lhes importa é saber que o Senhor está com eles e que cuida deles com zelo e carinho.

Ao contrário dos murmuradores, os que caminham na presença de Deus são doces como o mel, são simpáticos e prestativos, são alegres e bem humorados, são e se sentem sempre abençoados.

Você se parece com limão ou com mel?

Fonte: Ministério para refletir

Nenhum comentário:

Postar um comentário