quinta-feira, 7 de junho de 2012

Reflexo da Santidade (Mt 6.22-23)



“A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!”Mt 6.22-23

 Este é o tema que deveria permear o coração de todo crente sincero. O desejo de estar sempre dentro da vontade de Deus somente poderia partir de quem verdadeiramente o ama e deseja viver para Ele.
O texto fala que devemos guardar os olhos, pois é a candeia, ou seja, a luz da alma. Queridos o texto nos diz que devemos guardar nossos olhos pelo simples fato de que o pecado começa pelo desejo de obtermos aquilo que não é nosso, isso se chama concupiscência, ou seja, desejar algo que é pecado, ou pode até mesmo ser que o objeto de desejo seja uma coisa boa, mas se pertencer alguém pode se transformar em inveja, por isso devemos demonstrar que o senhor supre todas nossas necessidades e aquilo que Deus nos dá será nosso, não precisamos desejar nada quer seja mal ou que pertença aos outros, Deus tem o melhor para nós. Isso deve ser visto por todos que há um Deus que cuida dos seus. 

Ser santo significa ser separado, não das pessoas ou do mundo, mas do pecado que nos rodeia, precisamos ser santos, pois o Pai é Santo. Ser santo parece ser impossível, muitos dizem que isso é algo que nunca será atingido, mas a santidade pode ser não somente atingível como praticada sempre, com a ajuda do Senhor Espírito Santo. É uma atitude de renuncia pessoal e cotidiana. É quando deixamos de viver e deixamos que Cristo viva em nós. Santidade é uma vida de cultivo do Fruto do Espírito, de sinceridade e arrependimento, pois não há quem não peque, a Bíblia declara todos pecaram, mas também anuncia que há um advogado que intercede por nós, Jesus Cristo.
Viver uma vida de compromisso com Deus é muito importante para a evangelização, pois hoje há uma grande descrença no evangelho devido os que dizem ser cristão e não vivem como tal.
 O reflexo da santidade é o que mais determina nossa vida de testemunho. Ser santo não é deixar de ir à praia ou mesmo uma questão de costumes, mas uma prática de amor e compromisso com Cristo e de repulsa ao pecado e as ideologias do mundo.

Na paz de Cristo,

Texto retirado da apostila "Os sete reflexos da Fé" de Marcos Gama

Nenhum comentário:

Postar um comentário