quarta-feira, 11 de julho de 2012

Qual o objetivo da Vida? - Parte 1

"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus". I Co 10.31

Hoje em dia há muitas pessoas sofrendo devido às crises existenciais oriundas de muitos fatores. Os questionamentos universais de todo ser humano: de onde eu vim quem eu sou, o que estou fazendo aqui e pra onde eu irei, nunca fizeram tanta pressão nos seres humanos como neste início de século. Perguntas inquietantes, indagações terríveis e cada vez com menos explicações convincentes. Hoje iniciaremos uma série de postagens comentando sobre os objetivos da vida e tenho certeza que Deus tem uma palavra que confortará sua vida.

 A primeira coisa que precisamos entender para então compreender o sentido da vida é quem sou eu? Quem nunca se perguntou isso? Essa questão é inerente a qualquer ser humano, porém muitas são as respostas que encontramos por ai, mas para aqueles que acreditam em Deus não fica tão difícil, vejamos:

Tudo nesta vida tem começo, maio e fim, tudo nesta vida segue uma ordem cronológica independentemente de sua classe social, cor, filiação partidária ou religiosa tudo tem um começo, um meio e um fim, e isso só acontece por que há alguém que rege o universo e nossas vidas, há leis que foram instituídas e que gerenciam tudo, essas leis são as leis de Deus, veja os textos abaixo:

"No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és e em te tornarás." Gn 3.19

"TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;" Ec 3.1,2

Quando não aceitamos a regência de Deus sobre tudo e inclusive nossas vidas, procuramos outras explicações com o objetivo de não cedermos a essa idéia, ou seja, não querendo reconhecer que Deus é senhor de tudo. Muitos acham que seguimos uma ordem biológica de desenvolvimento a partir do macaco e que está aqui por puro ato da natureza e que no fim não restará mais nada a não ser uma carcaça óssea em um túmulo, há outros ainda que preferem acreditar que vivemos em um ciclo de nascimento “melhoramento”, morte e renascimento. A lista de é grande, porém é notório ver que essas “teorias” não satisfazem nem os adeptos que as professam e o pior tudo isso, é pelos simples fato de não querer reconhecer a supremacia divina e assim sofrem muito com as dores da alma. 

Mas quando acatamos a supremacia e as leis divinas e principalmente cremos nelas passamos a ver realmente que a vida tem sentido e que tudo realmente está dentro de um controle maior e que a vida não é a penas mais uma fase biológica e sim uma parte pequena de um grande projeto chamado vontade de Deus. Mas como é essa “vontade de Deus?” a carta de Paulo aos romanos capitulo 12 e versículo 1 diz assim: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. Então vejamos, a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável, o único problema que ela é conflitante com a vontade do mundo é por isso que Paulo solicita que “E não sede conformados com este mundo...”. Quando aceitamos a vontade de Deus vivemos os planos de Deus, com a proteção de Deus, com a benção de Deus e tudo para a glória de Deus. Paulo em outro texto de romanos diz: “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” Rm 11.36

Então concluímos que nossa vida e estadia neste planeta e nesta geração não é obra do desenvolvimento biológico, nem ciclo espiritual de desenvolvimento ou qualquer outra coisa, mas sim um ato da suprema vontade de Deus e que eu tenho sim um objetivo nesta vida que perdurará pela eternidade que é glorificar a Deus em tudo.

Na paz de Cristo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário