segunda-feira, 25 de julho de 2011

O Choro

Chorar, chorar, choro.
A noite chega, as estrelas cintilam, e eu choro.
As luzes são acessas, as portas fechadas, e eu choro.
O sol desaparece as camas são prontas e eu choro.
Todos dormem e eu choro.

No silêncio da noite eu choro.
As ruas desertas e eu choro.
céu escuro e eu choro.
É noite e eu choro.

Segundo a segundo eu choro.
Minuto a minuto eu choro.
Hora a hora eu choro.
O galo canta e eu choro.

Durante a noite eu choro.
Início da madrugada e eu choro.
Início do amanhecer....
Eu ouso uma voz...
De dentro de minha alma, o choro estanca.

Eu ouso uma voz, que diz....
Não chores....
Reclamo minhas justificativas para as lagrimas, mas a voz insiste em dizer:
Não chores....
Solicito uma explicação, mas a voz continua a dizer:
Não chores ....

Porque não chorar?
Porque não lamentar?
Porque não se desesperar?
Porém a voz diz:
Não chores.... Eu estou aqui, Jesus.


"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã". Salmo 30.5b

Autor: Marcos Gama

Nenhum comentário:

Postar um comentário