segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Valores Individuais X Valores Coletivos - Princípios Gerenciais de Cristo (Primeira Parte)

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mt 6.33

Paz do Senhor, espero que estejam sendo edificados com os textos que Deus nos tem dado a graça de publicar aqui.

Hoje estaremos trazendo mais uma postagem baseada na palavra ministrada no culto de Homens e Mulheres Empreendedores e espero que possa abençoar sua vida também ok? Então vamos lá.

Lidar com pessoas é uma tarefa muito complicada em qualquer instância, seja em um ambiente estudantil, acadêmico, esportivo, profissional ou mesmo eclesiástico, em todos estes espaços saber lidar com os diferentes e as diferenças é o ponto de partida para o progresso e o fortalecimento quer seja institucional, profissional e pessoal.

De todos os grandes líderes que já permearam este planeta, nenhum se iguala ao Senhor Jesus Cristo. Lógico que O Senhor não foi apenas um mero líder, Jesus é, foi e sempre continuará sendo o Filho de Deus, Rei dos Reis e Senhor dos Senhores. Mais em sua caminhada com os apóstolos. Jesus nos trás conceitos e orientações que nos ajudarão e muito em nossa missão de trabalharmos em grupo ou equipe.

Há hoje muitas obras que relatam estes princípios de gestão utilizados pelo Senhor, bem como palestrantes e até métodos para orientar pessoas e suas frustrações. Assim vamos observar nas Escrituras alguns destes princípios para gerenciar nossas vidas.

A primeira coisa que precisamos saber é o que norteiam as decisões destas pessoas, quais são os seus valores, quais são os ideais que os guiam? Antes de apresentar alguns princípios, precisamos definir os valores que determinaram estes princípios e ações.

Hoje as empresas procuram por profissionais que saibam lidar com várias situações de pressão, desafios, perdas, sinceridade, lealdade, verdade, confiabilidade, determinação, desejo de crescimento, proatividade, técnica e compromisso. Essas dentre outras qualidades pessoas que agregarão valores para o grupo ou empresa, e isso vai depender de pessoa para pessoa, bem como seu histórico familiar, escolar, acadêmico e profissional, pilares estes que definem que tipo de pessoa a empresa está contratando ou mesmo que tipo de pessoa será valorizada no grupo.

Primeiro princípio que precisamos cultivar é: ENSINAR VALORIZAR A COLETIVIDADE E NÃO A INDIVIDUALIDADE.

Todos os componentes de um grupo têm seus valores individuais, todos têm seus sucessos, experiências, projetos e desejos, todavia em um grupo precisamos apresentar esses valores como COLABORADORES dos demais e nunca como SUPERIORES aos demais. Embora haja alguém no grupo com mais habilidade, ou recursos, ideias melhores, no grupo isso deve estar à mercê do todo.

Todos devemos “BUSCAR PRIMEIRO” a mesma coisa, o mesmo alvo, os mesmos objetivos. Como fazer isso?

O Senhor Jesus certa vez disse em Mt 20.20-28, quando os filhos de Zebedeu através de sua mãe pediram para terem um destaque maior que os demais quando o Reino de Deus chegasse, Jesus lhes interpelou e mostrou-lhes que a individualidade não pode estar acima da coletividade e declarou o fundamento deste princípio “Então Jesus, chamando-os para junto de si, disse: Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo;” Mt 20. 25-27

Quando um grupo têm valores comuns, onde estes mesmos valores são trabalhados e guardados por todos, vemos ai também princípios em comuns, e logo uma única direção. “E como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira lhes fazei vós, também.” Lc 6.31
.
Se desejarmos que nosso grupo, equipe de vendas, empresa, equipe esportiva ou mesmo nossa família cresça e tenha solidez precisamos de um conjunto de valores únicos e membros que saibam a importância destes valores. Não existe unidade sem valores definidos e cultivados por todos.


Minha individualidade precisa promover minha coletividade, e uma coletividade forte significa indivíduos fortes.

Continua . . .

Paz,


Nenhum comentário: